Operação nacional da Polícia Civil termina com 10 presos em Serrinha e região


Noventa e um criminosos acusados de homicídios, latrocínios, estupros, tráfico de drogas, crimes contra o patrimônio e violência doméstica, tiveram os mandados de prisão cumpridos na Operação PC27 deflagrada, nas primeiras horas desta quarta-feira (24), pelas polícias Civis dos 26 estados e do Distrito Federal (DF), para capturar foragidos da Justiça, envolvidos em crimes graves.

Na Bahia, mais de 1,2 mil policiais e 321 viaturas foram empregadas na ação, que cumpriu mandados e efetuou prisões em Salvador, Serrinha, Riachão do Jacuípe, Pé de Serra, Barrocas, Araci e outras cidades do interior. Oito adolescentes, que possuíam mandados de apreensão em aberto, também foram localizados e encaminhados ao Ministério Público (MP) para adoção de medidas socioeducativas.

Foram expedidos mais de mil mandados de prisão e de busca e apreensão, mas não há detalhes de quantos mandados foram expedidos na Bahia. O nome da operação é uma referência à padronização de todas as polícias civis das 27 unidades federativas do país. O delegado geral Bernardino Brito Filho explicou que a Operação PC27 é fruto do trabalho investigativo das polícias judiciárias do Brasil e foi concebida durante uma das reuniões do Conselho Nacional de Chefes de Polícia Civil (CONCPC). Cada uma das polícias civis fez levantamento de inteligência para a operação. Matéria completa no Portal Cleriston Silva.

Ação é coordenada pelo Conselho Nacional de Chefes de Polícia Civil. Nove pessoas foram presas nas cidades de Serrinha, Barrocas, Araci, Riachão do Jacuípe e Pé de Serra
Tecnologia do Blogger.