Após júri popular, mulher é condenada a 48 anos de prisão por envenenar família com doce de leite

(Celson Alves da Silva. Foto: reprodução/Facebook)

Uma mulher suspeita de envenenar quatro pessoas da mesma família no ano de 2017, foi condenada a 48 anos de prisão na terça-feira (04).
O júri popular foi realizado no fórum do município de Saúde, no norte da Bahia, onde o crime aconteceu.
Uma das vítimas que ingeriu o doce envenenado e acabou morrendo foi um homem de 47 anos. Além dele, a mulher e os dois filhos dele também comeram o doce, mas sobreviveram.
A suspeita nega o crime. Após júri popular ela deve ser encaminhada para o Presídio de Juazeiro.

Caso

 

Conforme a denúncia do Ministério Público, o crime ocorreu no dia 20 de junho de 2017, após Rosa Maria insistir para que Celson Alves da Silva, que morreu, a mulher dele e os dois filhos do casal irem até a residência dela, onde ela ofereceu o doce de leite envenenado.

Todas as vítimas foram encaminhados para o Hospital Nossa Senhora da Saúde. Os filhos dele tiveram alta, mas ele precisou ser encaminhado para o Hospital São Francisco, em Campo Formoso, onde morreu, quatro dias após o crime.

O MP afirmou que as investigações apontam, ainda, que Rosa já havia tentado matar Celson e a mulher dele em outra oportunidade, quando colocou “chumbinho” ao vinho servido ao casal. Eles sobreviveram por terem ingerido pouca quantidade e logo passado mal, expelindo todo o conteúdo.
Tecnologia do Blogger.