Pai é acusado de matar filho de 2 anos para se vingar de traição da ex: “Queria fazer ela sofrer”

(Foto: reprodução/Facebook)

Um pai é acusado de matar o próprio filho, de dois anos, em Campo Grande, no Mato Grosso do Sul, na noite de quinta-feira (19). Em depoimento à polícia, o suspeito, identificado como Evaldo Christyan Dias Zenteno, 21 anos, confessou o crime e afirmou que afogou o menino em uma bacia dentro de casa para se vingar da mãe da criança. “Queira fazer ela sofrer”, disse.
A vítima, Miguel Henrique dos Reis Zenteno, chegou a ser encaminhado para a Santa Casa da cidade, mas morreu uma hora após dar entrada no hospital. Na unidade de saúde, os médicos desconfiaram que o menino teria sofrido violência doméstica e acionaram a polícia. Questionado, o acusado disse que o filho tinha sido vítima de um sequestro, e, como não teria dinheiro para o resgate, os supostos bandidos teriam jogado o menino no rio Anhanduí.
No entanto, se contradisse e acabou confessando o crime. Ele contou que foi um amigo quem sugeriu que ele matasse o filho. Ele teria ligado para o amigo para contar que tinha sido traído pela ex, também de 21 anos, quando eles ainda estavam juntos. O rapaz então teria sugerido que ele se vingasse matando a criança.
Inicialmente ele afirma que chegou a dizer que não tinha coragem de fazer isso. Em seguida, ele decidiu afogar o menino em uma bacia. Mais tarde, levou Miguel para o hospital. O suspeito foi autuado em flagrante por homicídio e foi submetido a uma audiência de custódia, na sexta-feira (20).
Tecnologia do Blogger.