Jaques Wagner é o segundo senador que mais gasta com passagens e seguro viagens

Quando era governador, o petista era o que mais viajava ao exterior entre os governadores, segundo apontou um levantamento feito pelo jornal O Globo.

O senador baiano Jaques Wagner (PT-BA) é o segundo que mais gastou com compra de passagens e seguro viagens custeados pelo Senado Federal entre janeiro e 14 de outubro de 2019. No total, foram R$ 73.333,00 gastos em missões oficiais do petista, que só fica atrás de Antônio Anastasia (PSDB-MG), com R$ 74.496,89.

Em terceira colocação aparece Nelsinho Trad Filho (PSD-MS), que deu ao Senado a despesa de R$ 57.852,30, que corresponde a 21% a menos do que gastou petista. Os dados são do portal da transparência do Senado Federal.

O que chamou a atenção da reportagem foi o fato de Jaques Wagner ter feito 50% das viagens em classe executiva, o que leva a um aumento de custo das passagens aéreas. Por meio de nota, o senador disse que "a escolha da Classe Executiva para trajetos mais longos é um critério da Casa".

O líder de gastos do Senado, Antônio Anastasia realizou todas as viagens em classe executiva, enquanto apenas 10% dos trechos de Nilsinho Trad tiveram este up grade, quando ele foi ao 6º Encontro sobre Potencial da Diáspora Libanesa, em junho deste ano.

Também representantes da Bahia em Brasília, tanto Angelo Coronel quanto Otto Alencar, ambos do PSD, não possuem lançamentos de valores de passagens e seguro viagem. No entanto, o ex-presidente da Assembleia Legislativa da Bahia (AL-BA) e agora senador gastou R$ 4.37367 em viagens oficiais no território nacional.

Quando era chefe do executivo baiano, Jaques Wagner foi o governador brasileiro que mais esteve no exterior, de acordo com dados coletados em 2002, quando ele iniciava o segundo mandato. Em seguida, aparecia o então senador e ex-governador de Minas Gerais, Antônio Anastasia.
Tecnologia do Blogger.