Preocupante: Ministério da Saúde confirma caso suspeito de coronavírus em MG

Ministro Luiz Henrique Mandetta (Saúde) – Foto: José Cruz/ Agência Brasil

O Ministério da Saúde confirmou nesta terça-feira (28) o registro de um caso suspeito de coronavírus em Minas Gerais e elevou a classificação de risco do Brasil para o nível 2, que significa “perigo iminente” da chegada do vírus. Até segunda (27), o país estava em nível 1 de alerta. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.
Segundo a publicação, o caso suspeito é o de uma estudante de 22 anos que esteve recentemente em Wuhan, na China. Ela retornou ao Brasil no dia 24 de janeiro —embarcou na China, fez escala em Paris (na França), Guarulhos (SP) e chegou a Belo Horizonte (MG). De acordo com o ministro Luiz Henrique Mandetta, todas as 14 pessoas que tiveram contato com a estudante estão sendo “monitoradas”.
De acordo com a pasta, ela relatou não ter ido ao mercado de peixes da cidade, não ter tido contato com nenhuma pessoa doente e não ter procurado nenhum serviço de saúde enquanto esteve na China. Segundo a Secretaria de Estado da Saúde de Minas Gerais, a jovem está internada e passa bem.
Em entrevista coletiva, o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, afirmou que o governo federal “está preparado” para detectar o vírus. “Não é um sistema que está sendo preparado agora. Temos o plano de contingência e o que vamos fazer é atualizá-lo”, disse.
A pasta informou que, desde o início do surto de coronavírus na China, recebeu “mais de 7 mil rumores” de infecção e que cerca de 120 exigiram verificação do órgão. Apenas um se confirmou como suspeita.
Mandetta disse que deve ficar pronto até sexta (31) o resultado de exame para confirmar se a paciente tem ou não coronavírus. O governo brasileiro irá elevar o grau de risco ao nível 3, de “emergência em saúde pública” em território nacional, quando o primeiro caso de coronavírus no Brasil for confirmado.
Tecnologia do Blogger.