Variações do coronavírus são detectados em morcegos comuns no Brasil

Foto: Reprodução / G1

Pesquisa do Laboratório de Virologia Animal da Unicamp (SP) encontrou variações do coronavírus, que já infectou  centenas de pessoas na China, em morcegos comuns do Brasil.  O resultado do estudo pode ajudar a solucionar eventuais surtos, caso esses agentes infecciosos sofram mutação e passem a circular entre os humanos.

Especialistas apontam que uma das características do agente viral coronavírus é a alta capacidade de sofrer mutações, facilitando a adaptação e infecção de espécies diferentes daquela em que habitava. Os casos passam a ser mais graves para a saúde humana quando a infecção deixa de ser acidental e é constatada a transmissão de humano para humano, como é o caso do 2019-nCov em circulação da China. 

Doutor em genética e biologia molecular, Paulo Vitor Marques Simas, alerta que nós já convivemos com diversos tipos de coronavírus. No Brasil, pelo menos duas espécies circulam entre os humanos e causam resfriados brandos, geralmente no período mais seco e frio do ano, além de infecções intestinais. As informações são do G1.
Tecnologia do Blogger.