Em meio a motim de policiais, Ceará registra 29 mortes em 24 horas

Foto: José Cruz / Agência Brasil

Policiais do Ceará, insatisfeitos com o reajuste salarial proposto pelo governador Camilo Santana (PT), realizam um motim desde terça-feira (18). Desde então, uma série de crimes ocorrem no estado cearense. Entre quinta (19) e sexta-feira (20), foram registrados 29 assassinatos, sendo um dos dias mais violentos para a população no Estado.

De acordo com a Secretaria Estadual de Segurança Pública, até o dia 18 de fevereiro, a média de homicídios era de seis por dia. Segundo o G1, no dia em que o motim se inciou, ocorreram 17 homicídios.

No Bairro Vicente Pinzón, em Fortaleza, um adolescente de 16 anos foi morto a tiros por cerca de sete homens. No Bairro José Walter, um tiroteio em uma praça atingiu duas pessoas, deixando uma morta e outra ferida. Além dos homicídios, o senador licenciado Cid Gomes foi baleado no momento em que tentava entrar em um batalhão da polícia, em Sobral, com uma retroescavadeira.

Na quarta-feira (19), o Ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, enviou agentes da Força Nacional ao Ceará para proteger a população.
Tecnologia do Blogger.