Acusado de matar companheira é condenado a 22 anos de prisão pela Justiça em Jeremoabo

Foto: Divulgação / PM

O Tribunal do Júri realizado na última terça-feira, 11, em Jeremoabo, condenou Gilmário de Jesus Menezes de 8 anos, a 22 anos e 9 meses de prisão pelo crime de feminícidio de sua companheira em fevereiro do ano passado. As informações são do Portal Cleriston Silva.

Segundo consta na denúncia, no dia 4 de fevereiro de 2019, o réu assassinou Silvania Bento de Andrade, sua companheira, com disparos de arma de fogo logo após um desentendimento do casal motivado por ciúmes.

A acusação foi sustentada pelo promotor de Justiça Leonardo Candido Costa, que defendeu a tese de homicídio qualificado por motivo fútil.

Gilmário, que já estava preso preventivamente desde a data do crime, cumprirá o restante da sua pena em regime fechado. A sessão foi presidida pelo juiz Leandro Ferreira de Moraes.
Tecnologia do Blogger.