Brasil está mais preparado para lidar com Coronavírus do que com H1N1, diz pesquisador da Fiocruz

Foto: Warley de Andrade/TV Brasil

O Brasil está mais preparado para lidar com o novo Coronavírus do que estava para lidar com a pandemia da gripe H1N1 em 2009, segundo o médico infectologista Rivaldo Venâncio, coordenador de Vigilância em Saúde e Laboratórios de Referência da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), instituição científica vinculada ao Ministério da Saúde.
O médico pede que as pessoas se informem quanto ao novo vírus, mas que não há motivos para desespero. Ele ressaltou que a maioria dos casos, até então, são leves ou moderados.
“A ampla maioria dos casos são leves e moderados – talvez uns 80%, 85%, até 90%. E é pequena a parcela de infecções com manifestações clínicas mais fortes”, explicou.
Ainda de acordo com Rivaldo, o Brasil tem evoluído muito nos últimos 20 anos no combate às emergências de saúde pública.
“O SUS, nosso Sistema Único de Saúde, e a rede de saúde complementar também cresceu nesse período. Isso fez com que pudéssemos antever algumas dificuldades e preparar estruturas para enfrentar o novo surto mundial de coronavírus com uma rapidez infinitamente maior do que em 2009, diante da pandemia de H1N1”, contou o médico.
Com sede no Rio de Janeiro, a Fiocruz é uma das instituições aptas para realizar exames que atestam a presença do Coronavírus. Os resultados saem após um período que varia entre 24 e 72 horas.
Tecnologia do Blogger.