Pastor chama fiéis de ‘encardidos’ e ‘sujos’ e diz que esposa se destacou por ser loira

Foto: Arquivo pessoal

O pastor Rodrigo dos Santos, da Igreja Batista do Calvário, em Toledo, no Paraná, pediu desculpas após uma declaração racista em uma live na última terça-feira.

Ele falava sobre o momento em que viu a esposa pela primeira vez, a também pastora Jessica Maciel, quando ela decidiu frequentar a igreja. De acordo com ele, a mulher se destacou em meio as fiéis por ser loira. Rafirmou que alguns fiéis eram "encardidos" e "sujos".

“Pra quem é de Toledo (PR) e sabe… a Igreja Batista do Calvário fica na Vila Pioneira, que é uma região mais pobre, né? E na Pioneira a gente não via loira, né? Como a minha esposa, e quando ela veio pro culto, tipo, destacou, porque o pessoal [da igreja] é tudo assim mais classe pobre, mais moreninho, meio encardido, um povo meio sujo… mas ela veio e essa aí é da Zona Norte, zona mais nobre da cidade…”, disse.

Jessica se divertiu com o comentário. “(Um pessoal) Mais moreno, queimado do sol… Ai que dó!”, disse ela.

Nas redes sociais, os internautas fizeram uma série de críticas aos pastores.

Após a repercussão, o pastor pediu desculpa no Instagram.

"Não é minha intenção magoar, ofender alguém e de forma alguma ser racista, mas agi com palavras infantis. Estou aqui para repugnar minha atitude grosseira e pedir perdão a todas as pessoas que tenho ofendido, em especial à comunidade negra", disse.
Tecnologia do Blogger.