Vídeo: Sem ser médico e com base em convicções pessoais, presidente incentiva brasileiros a tomarem cloroquina. Confira!



Ontem (07), o presidente da República, Jair Bolsonaro, recentemente diagnosticado com COVID-19, fez um vídeo "publicitário" tomando hidroxicloroquina, medicamento que foi já retirado da lista de eficazes no tratamento da doença. O Brasil já adquiriu vários lotes desse fármaco, e precisa dar uma destinação a eles. No vídeo, Bolsonaro assegura que só está melhor por causa da cloroquina.

"Estou tomando aqui a terceira dose da hidroxicloroquina", disse, exibindo o comprimido na tela enquanto dava uma risadinha. "To me sentindo muito bem. Tava mais ou menos no domingo, mal na segunda-feira, Hoje, terça, to muito melhor do que sábado. Então, com toda a certeza, tá dando certo", completou, dando uma pausa para tomar o remédio.

"Sabemos que hoje em dia existem outros remédios aí que podem ajudar a combater o coronavírus. Sabemos que nenhum tem a sua eficácia cientificamente comprovada. Mas, mais uma pessoa que tá dando certo. Então, eu confio na hidroxicloroquina. E você? Valeu, tamo junto!", acrescentou, desconsiderando o fato de a cloroquina nem estar mais na lista de remédios considerados eficazes no tratamento da doença.

Sem ser médico, e baseado apenas em suas convicções pessoais, Jair Bolsonaro utiliza a sua posição como líder da Nação para incentivar os brasileiros a apostarem em um medicamento que já foi descartado por todo o mundo, inclusive pelos Estados Unidos do "amigo" Donald Trump, como eficaz no tratamento da COVID-19. Os efeitos colaterais, em especial em pacientes com cardiopatias, tornam o uso indiscriminado perigoso.

Não bastasse arriscar a vida da população ao incentivar a desobediência civil às recomendações de saúde e ao distanciamento social, agora o presidente as incentiva a usar um medicamento que, não apenas não possui eficácia comprovada, como já tem a eficácia questionada por todo o mundo - exceto pelo Brasil, que adquiriu cloroquina suficiente para 18 anos, e não sabe o que fazer com ela. Isso é exemplo que um chefe de Estado dê?
Tecnologia do Blogger.