Camaçari: Homens fazem churrasco com carne de gato e exibem na internet

Foto: Reprodução/Correio

 O churrasco de um grupo de amigos, em Camaçari, Região Metropolitana de Salvador, terminou em denúncia por crime de maus-tratos a animais. Um dos participantes do evento publicou em seu perfil no Instagram que a refeição do dia era um gato e mostrou o passo a passo do "preparo". No final dos Stories, os homens ainda posaram com a carcaça do animal nas mãos, como um troféu.

A página oficial do Grupo de Apoio e Proteção ao Animal de Rua (Gapar) denunciou as postagens no Instagram. Com a repercussão do caso, o perfil em que as imagens foram divulgadas foi removido da rede social. Nesta quinta-feira, 14, o Ministério Público Estadual (MP-BA) tomou conhecimento do caso através de um e-mail anônimo com fotos retiradas antes da remoção do perfil na rede social. Em nota, órgão informou que as imagens indicam crime de maus-tratos a animais. 

“O e-mail com as fotos foi encaminhado para a Promotoria Regional de Camaçari para ser distribuído a um promotor de Justiça tomar as medidas cabíveis para apuração dos fatos, como solicitação da abertura de inquérito policial para investigar o suposto crime”, diz a nota.

No dia 29 de setembro do ano passado, o presidente da República, Jair Bolsonaro sancionou, sem vetos, a lei que estabelece pena de dois a cinco anos de reclusão para quem praticar atos de abuso, maus-tratos ou violência contra cães e gatos.

A situação será apurado pelo promotor Luciano Pitta, que atua na área de Meio Ambiente no município.

Tecnologia do Blogger.