Auxílio Emergencial: novo benefício deve ser de quatro parcelas de R$ 250

Foto: Reprodução

 A negociação pelo novo Auxílio Emergencial está bem avançada entre o Governo Federal e lideranças do Congresso. O novo benefício deve ser de quatro parcelas de R$ 250 e a previsão é que o auxílio seja pago entre os meses de março e junho.

O custo total que o Governo terá para pagar o novo Auxílio Emergencial será de R$ 30 bilhões. Segundo O Globo, o presidente Jair Bolsoanro está sendo pressionado pelo Congresso a estender o programa mais uma vez.

De acordo com o Estadão, já há entendimento político de que o pagamento do novo auxílio terá que ser feito por meio da aprovação de uma Proposta de Emenda Constitucional (PEC) de orçamento de guerra, semelhante à aprovada no ano passado, na fase inicial da pandemia.

Esse orçamento de guerra permitiu que o governo aumentasse seus gastos durante o período de combate ao Covid-19 sem que caísse nas “amarras” das regras fiscais.

O ministro da Economia Paulo Guedes propôs uma concessão de R$ 200 parcelados em três, enquanto o mundo político queria o valor de R$ 300 em seis parcelas. O meio termo deve ser acordado, segundo apontou o Estadão.

Tecnologia do Blogger.