Companheira de assassino baiano diz temer morte de Lázaro

 Jovem tem 19 anos e uma filha de dois anos com criminoso

Foto: Divulgação/Polícia Civil

A mulher, de 19 anos, do assassino baiano Lázaro Barbosa, procurado pela polícia há nove dias, disse, em entrevista ao Correio Braziliense, que espera que o criminoso se entregue à polícia. Além disso, a jovem afirmou que tem medo de ele ser morto. 

"Temos medo de receber a notícia de que ele morreu", diz a moça, que não quis ser identificada. Ela possui uma filha de dois anos com Lázaro, com quem tem um relacionamento há quatro. 

A mulher ainda contou que conheceu o criminoso através de uma tia dele e que Lázaro já tentou abandonar o crime. "Se a gente tivesse a oportunidade de ir com a polícia para o meio do mato, para convencê-lo a se entregar. A gente não sabe o que aconteceu na mente e no coração dele. A ficha não caiu", contou.

Sobre os boatos de envolvimento de Lázaro com o satanismo, a jovem negou e disse que o criminoso chegou a ser um "pregador" na prisão. "Não acredito em nenhum ritual. Ele tinha uma fé em Deus muito grande, foi até pregador no presídio. Eu só vou acreditar que ele se envolveu mesmo nisso quando ele for pego e falar"

Lázao está sendo procurado na região rural de Cocalzinho, em Goiás. Centenas de policiais estão "caçando" o homem, que já possui uma lista de homicídios na conta.

Tecnologia do Blogger.