Lázaro Barbosa ligou para a mãe e contou que não agiu sozinho na Chacina em Ceilândia, diz tia

Dona Eva é a mãe de Lázaro e foi para a Bahia, após crimes - Foto: Reprodução/TV Bahia

 Uma nova informação para o quebra-cabeças do caso Lázaro Barbosa. De acordo com uma tia do criminoso, ele ligou para a mãe, dona Eva Maria de Sousa, dois dias após a chacina em Ceilândia, no Distrito Federal, que motivou o início das buscas pelo fugitivo. 

Em entrevista ao portal G1, Zilda Maria, a tia de Lázaro, disse que o bandido afirmou que não agiu sozinho no crime contra a família Vidal. Por enquanto, a polícia não apresentou nenhum outro suspeito de matar o pai, a mãe e os dois filhos do casal. 

De acordo com as investigações, Lázaro invadiu a chácara e matou, primeiro, o pai e os dois filhos. Em seguida, ele teria fugido levando a mãe da família. O corpo da mulher só foi encontrado no sábado, dia 12, em um córrego, com sinais de tortura.

Segundo Zilda Maria, Eva recebeu a ligação dentro do ônibus, enquanto ia de Brasília para a Bahia. "Ela atendeu o telefone no ônibus, ficou nervosa, ele perguntou se ela estava bem e ela disse: 'Como é que você me pergunta se eu estou bem? Depois de tudo que você fez, como é que é você me pergunta se eu estou bem? Cadê a mulher? O que que tu fez?'. Aí ela disse que ele falou assim: 'Não foi eu sozinho e não sou eu que estou com a mulher'. Ela disse que a prosa foi essa aí", disse a mulher ao G1. 

Segundo a tia do homem, ele não fez novos contatos com a mãe nem com ninguém da família desde então. 

FUGA

Nesta quarta-feira (23), completam-se 15 dias desde que Lázaro começou a fugir da polícia. Na fuga, ele já invadiu diversas propriedades rurais, fez reféns com ameaças, trocou tiros com a polícia e segue fugindo.

São quase 300 policiais buscando por Lázaro neste momento. Há também cães farejadores, cavalos, helicópteros e drones. As buscas se concentram em uma área de mata de 10 quilômetros quadrados, entre Edilândia e Cocalzinho de Goiás, em Goiás, já bem perto de Brasília.

Fora da Mata, policiais da Polícia Rodoviária Federal vasculham veículos que passam pela BR-070, na tentativa de evitar uma fuga de Lázaro para outro estado, como ele planeja. 

Na quinta-feira passada, a Secretaria de Segurança Pública de Goiás chegou a anunciar que a Força Nacional reforçaria as buscas, mas, até esta quarta-feira, nenhum agente foi enviado para o local das buscas. 

O Exército Brasileiro cedeu 40 rádios comunicadores com alcance de 30km. Segundo o Correio Braziliense, os policiais têm dificuldades por não estarem bem equipados para buscas na mata durante o período noturno. Acredita-se que Lázaro se esconde durante o dia e aproveita a escuridão da noite para sair do esconderijo e buscar alimentos.

Tecnologia do Blogger.