'Otto fica lá posando como o pai da medicina e humilhando mulheres', diz Bolsonaro

Foto: Reprodução / Youtube

 O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) voltou suas falas contra o senador Otto Alencar (PSD) e criticou sua atuação durante a CPI da Covid. Bolsonaro participou de sua live, na quinta-feira (3), ao lado do ministro da educação Milton Ribeiro.

"Eu não politizei isso. Quem diz para não tomar e não dá alternativa são eles. O Marcos Do Val recomendou ao Otto. Otto fica lá posando como o pai da medicina. Humilhando mulheres. Ameaçando de prender lá quem não responde sim ou não para o Renan Calheiros. Eu não aceitaria ser convocado por Renan Calheiros. Aceitar convite ou Otto. Três marmanjos. O Omar Aziz que conhece tudo de saúde, investigado no seu estado. Renan Calheiros. Ficam lá maltratando pessoas, que falam o contrário. A Nize [Yamaguchi] e a Mayra [Pinheiro]...", comentou o presidente. 

Bolsonaro comentou que a CPI tinha uma “chance ímpar” de discutir sobre o tratamento imediato. "Poderia falar de lockdown da Argentina. É de fazer inveja de Hugo Chávez. Está perdendo a chance de ser útil.  A pessoa que não dá o tratamento é um canalha. Eu tomei o remédio. Me sinto mal há poucas semanas. Quase 200 pessoas lá da presidência, tomaram aquele remédio. Esperar sentir falta de ar para procurar médico. Vou pagar com a mesma moeda. O comprovadamente científico é usar um tubo? Isso virá à tona, milhares de pessoas poderiam estar vivas", disse.

Tecnologia do Blogger.