Os sintomas mais relatados pelos infectados pela variante Delta

 Alguns sintomas que eram muito relatados na versão original do coronavírus são menos comuns nessa variante

Imagem: Reprodução / ANS

A variante Delta do coronavírus, que foi identificada pela primeira vez na Índia e já se espalhou para vários países, causa sintomas específicos, um pouco diferentes dos causados pela cepa original do vírus.

Antes, febre, tosse contínua e perda de olfato e paladar eram os sinais mais comuns da covid-19, porém a nova cepa tem manifestado mais dores de cabeça, de garganta, coriza e, por último, febre.

São sintomas de um resfriado leve, o que pode fazer com que as pessoas não deem a devida importância e continuem circulando, levando o vírus para outros lugares.

“As pessoas podem pensar que acabaram de pegar algum tipo de resfriado sazonal e ainda irem a festas. Elas podem espalhar o vírus para outras seis pessoas. Achamos que isso está alimentando grande parte do problema”, afirma o professor Tim Spector, que dirige um projeto de vigilância do coronavírus para o aplicativo Zoe Covid Symptom.

Além de provocar sintomas um pouco diferentes, também há indícios de que a variante Delta seja muito mais transmissível do que qualquer outra versão do SARS-COV-2.

Os cuidados com a variante Delta são os mesmos. É preciso manter o distanciamento social, usar máscaras e higienizar as mãos com álcool 70 ou, quando possível, água e sabão.

Tecnologia do Blogger.