Casos de HIV em Serrinha aumentaram mais de 20%

Imagem: Divulgação / PMS

 Prefeitura de Serrinha registra aumento de mais de 20% no número de casos de HIV. Assunto foi debatido durante coletiva de imprensa nesta sexta-feira (22)

HIV é a sigla em inglês do vírus da imunodeficiência humana. Causador da aids, ataca o sistema imunológico, responsável por defender o organismo de doenças. As células mais atingidas são os linfócitos T CD4+. E é alterando o DNA dessa célula que o HIV faz cópias de si mesmo. Depois de se multiplicar, rompe os linfócitos em busca de outros para continuar a infecção.

Ter o HIV não é a mesma coisa que ter aids. Há muitos soropositivos que vivem anos sem apresentar sintomas e sem desenvolver a doença. Mas podem transmitir o vírus a outras pessoas pelas relações sexuais desprotegidas, pelo compartilhamento de seringas contaminadas ou de mãe para filho durante a gravidez e a amamentação, quando não tomam as devidas medidas de prevenção. Por isso, é sempre importante fazer o teste e se proteger em todas as situações.

A coordenadora do Centro de Testagem e Aconselhamento (CTA), Simone Góes, apresentou dados comparativos entre 06 meses de 2020 e 2021, constatando 21% de aumento no número de casos de HIV nos 19 municípios de atuação do CTA. Uma das principais causas é a não utilização de preservativos.

O CTA funciona anexo ao Centro de Saúde Luís Eduardo Magalhães e conta com equipe multidisciplinar composta por infectologista, ginecologista, enfermeira, técnico de enfermagem, assistente social, nutricionista, psicólogo e farmacêutico.

Essa estrutura gratuita disponibiliza diversos exames laboratoriais, teste rápido de HIV, hepatite B, hepatite C e sífilis, além de realizar a entrega de preservativos masculino e feminino e lubrificantes.

A Prefeitura de Serrinha iniciará, ainda em outubro, uma ampla campanha de conscientização sobre o tema. Faça sua parte! 

Tecnologia do Blogger.