Descoberto o que causa a perda de olfato durante infeção por Covid-19

Foto: Shutterstock

 Pode ter sido descoberto o que causa a perda de olfato dos pacientes infetados com o novo coronavírus. Um estudo liderado por investigadores da Escola de Medicina Grossman da Universidade de Nova Iorque, da Universidade de Columbia, nos Estados Unidos, indica ter descoberto o mecanismo que causa a perda de olfato, mas que pode também explicar o 'nevoeiro mental' ou outros sintomas mentais provocados pela doença. 

Segundo o estudo, publicado online na revista Cell, a presença do coronavírus perto das células nervosas (neurônios) no tecido olfativo desencadeia uma onda de células imunes, microglia e células T, que detectam e combatem a infeção, mas que, ao libertarem proteínas chamadas citocinas, modificam a atividade genética das células nervosas olfativas, mesmo que o vírus não possa infetá-las. 

De acordo com a teoria da equipa, estas células imunes persistem de uma forma que reduzem a atividade dos genes necessária para os recetores olfativos. 

“As nossas descobertas fornecem a primeira explicação mecanicista da perda de olfato da Covid-19" e como isso pode estar subjacente à biologia do vírus, referiu Benjamin tenOever, professor dos Departamentos de Medicina e Microbiologia da Escola de Medicina Grossman da Universidade de Nova Iorque. 

Alguns dos sintomas mais comuns do vírus são a febre, tosse, cansaço, perda de paladar ou olfato, dores de cabeça ou alguma confusão mental.

Tecnologia do Blogger.