Fiocruz detecta subvariante mais contagiosa da ômicron no Brasil

Foto: Reprodução/Brasil de Fato

 A Fundação Oswaldo Cruz divulgou que a subvariante, ainda mais contagiosa da Ômicron, foi identificada no Brasil, pela primeira vez. A BA.2 é até 33% mais transmissível do que a versão original BA.1 e tem maior capacidade de infectar pessoas já vacinadas contra a covid-19, de acordo com estudos realizados em outros países.

No último relatório da Fiocruz, a BA.2 foi encontrada entre 3.739 amostras do vírus recolhidas no período entre 14 e 27 de janeiro. Segundo o documento, a variante Ômicron correspondeu a 95,9% dos genomas sequenciados em janeiro de 2022 no Brasil e foi encontrada em todas as regiões do país. Em dezembro, a taxa era de 39,4%.

O Brasil vive uma nova onda de infecções pela covid-19. O Brasil registrou nesta sexta-feira (4) 1.074 mortes pela Covid-19 nas últimas 24 horas, totalizando 631.069 óbitos desde o início da pandemia. Com isso, a média móvel de mortes nos últimos 7 dias é de 732 — a maior registrada desde 23 de agosto do ano passado (quando estava em 766).

Desde o início da pandemia, já foram mais de 630 mil vidas perdidas em decorrência do novo coronavírus.

Tecnologia do Blogger.