Desemprego cai em 22 estados, mas Bahia continua entre as piores taxas

Foto: Marcelo Camargo/AGÊNCIA BRASIL

 A taxa de desemprego no segundo trimestre caiu em 22 das 27 unidades da federação quando comparado aos três primeiros meses do ano, segundo pesquisa divulgada nesta sexta-feira (12) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Com 15,5% dos baianos desempregados, a Bahia foi o estado com maior taxa. No primeiro trimestre, o estado já havia registrado o maior índice, com 17,3%.

Pernambuco e Sergipe apareceram logo em seguida com 13,6% e 12,7%. As menores taxas de desemprego foram registradas em Santa Catarina (3,9%), Mato Grosso (4,4%) e Mato Grosso do Sul (5,2%).

Na média nacional, a taxa de desemprego ficou em 9,3% no segundo trimestre, frente aos 11,1% registrados no primeiro trimestre. Segundo os dados do IBGE, a falta de emprego atinge quase 10,1 milhões de brasileiros. 

A desocupação das mulheres é 54,7% maior que a dos homens. As taxas também são mais elevadas entre os jovens com idades entre 18 e 24 anos (19,3%) e entre 14 e 17 anos (33,3%). Para os grupos de 25 a 39 anos (8,3%), 40 a 59 anos (6%) e o de 60 anos ou mais (4%), o desemprego ficou abaixo da taxa nacional. 

Tecnologia do Blogger.