Entenda o que é a Doença do Tatu, que causou morte de jovem no Piauí

Foto: Antônio Rocha/TV Clube

 Um adolescente de 17 anos morreu, no último sábado (20), depois de sofrer complicações provocadas pela Doença do Tatu, um problema de saúde provocado pelo fungo Paracoccidioidomicose (PCM), presente em tocas nas quais o animal habita.

O caso ocorreu em Simões, cidade ao Sul de Teresina, no Piauí. O rapaz, o irmão e um amigo – que também ficaram doentes – tiveram os primeiros sintomas há cerca de um mês, após retornarem de uma caçada de tatus. Eles se queixaram de falta de ar e febre.

 

A transmissão do fungo Paracoccidioidomicose (PCM) ocorre quando o homem inala os esporos – estruturas produzida pelo fungo – ao entrar em contato com o solo contaminado de buracos habitados por tatus.

 

Em nota, a Secretaria Municipal de Saúde do município esclareceu que a doença não é transmitida diretamente dos animais para o ser humano ou de uma pessoa contaminada para outra.

 

Os pacientes desenvolvem lesões na pele, tosse, febre, falta de ar e ínguas. O comprometimento pulmonar causado pelo fungo pode levar à morte.

 

No caso de Simões, a vítima foi levada ao Hospital Regional de Picos com sintomas graves e não resistiu. O irmão dele teve quadro mais leve e segue fazendo acompanhamento médico para tratar os sintomas. O amigo está internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) de Picos em estado grave. As informações são do Metrópoles.

Tecnologia do Blogger.