Candidatos ao governo da Bahia apresentam mais do mesmo em debate na TVE

 Os candidatos do PT e do PL reproduziram a estratégia de se associarem ao ex-presidente Lula e ao presidente Jair Bolsonaro, respectivamente.

Foto: Reprodução/TVE

Sem a presença de ACM Neto (UNIÃO), que lidera as pesquisas como a do Datafolha/Metropole, o debate da TVE entre os candidatos ao governo da Bahia foi sem novidades. Os postulantes repetiram promessas e discursos adotados no debate da Bandeirantes, e em entrevistas que têm concedido à imprensa.

Neto foi o principal alvo de críticas. Foi chamado de “covarde” e de "fujão" pelos candidatos do PT e PL, Jerônimo Rodrigues e João Roma, respectivamente, por não comparecer ao debate. Assim como fizeram no embate eleitoral promovido pela Band em agosto, o petista e o bolsonarista reproduziram a estratégia de se associarem ao ex-presidente Lula (PT) e ao presidente Jair Bolsonaro (PL), na devida ordem.

O candidato do Psol, Kleber Rosa, e João Roma também atacaram os legados dos governos Jaques Wagner e Rui Costa, ambos do PT. As críticas ocorreram, principalmente, à Educação e à Segurança Pública. Jerônimo Rodrigues defendeu os aliados. “Nosso time, desde o governo Wagner e agora com Rui, fez um grande investimento em segurança pública”, declarou o candidato petista, ao falar sobre a violência no estado.

No quarto bloco, o clima chegou a esquentar entre João Roma e Kleber Rosa. O socialista chamou o bolsonarista de “candidato Nutella”, e disse que o adversário desconhecia a realidade do país. “Você empinou arraia, jogou bola, jogou gude? Você não sabe nada disso. Você é uma almofadinha”, atacou. Roma interveio, e o candidato do Psol pediu que o tempo fosse reposto. A emissora acatou o pedido do socialista. 

A previsão agora é que ocorra só mais um debate entre os candidatos ao governo da Bahia. A TV Bahia, afiliada da Rede Globo, promoverá um embate eleitoral no dia 27 de setembro. Neste debate, há expectativa de que ACM Neto esteja presente.

Tecnologia do Blogger.