Justiça Eleitoral manda suspender propaganda do PT com fake news contra ACM Neto

 A decisão impõe ainda uma multa de R$ 2 mil por cada reapresentação em caso de descumprimento da decisão.

Foto montagem: Reprodução

A Justiça Eleitoral determinou a suspensão da veiculação de uma propaganda eleitoral da federação partidária liderada pelo PT contra a candidatura de ACM Neto (UB) ao governo da Bahia por conter fake news e ofensa à honra e à imagem.

De acordo com a decisão da juíza relatora do Tribunal Regional Eleitoral (TRE-BA), Carina Cristiane Canguçu Virgens, os ataques “transbordam os limites da razoabilidade e da mera crítica política para constituir – tudo está a indicar – ofensa à honra e à imagem do candidato junto ao eleitorado, além de propaganda negativa”.

A representação feita pela coligação encabeçada pelo ex-prefeito de Salvador se refere ao vídeo exibido na propaganda eleitoral na televisão que tenta associar a imagem de ACM Neto ao presidente Jair Bolsonaro e aos problemas sociais atribuídos a ele. Ao final, a propaganda exibe uma imagem antiga dos dois com as palavras “tanto faz”.

A decisão impõe ainda uma multa de R$ 2 mil por cada reapresentação em caso de descumprimento da decisão.

Tecnologia do Blogger.