Polícia deflagra operação contra grupo acusado de sequestros em Salvador e RMS

 Envolvidos também são investigados por associação criminosa e roubo. Mais de 50 policiais participam das ações.

Foto: Divulgação/PCBA

Um funcionário do Sistema Prisional teve o mandado de prisão preventiva cumprido em Itapuã, nas primeiras horas da manhã desta sexta-feira (23), durante a Operação NIX, deflagrada pelo Departamento de Repressão e Combate ao Crime Organizado (Draco), em três bairros de Salvador e duas cidades da RMS, cujo objetivo é reprimir um grupo acusado de extorsão mediante sequestro, cárcere privado, associação criminosa e roubo qualificado.

Com o homem, uma réplica de revólver 38, algemas, distintivos e outros objetos foram apreendidos. Os delegados Adailton Adan e Odair Carneiro coordenam a operação, cujo nome oriundo da mitologia grega, significa a personificação da noite profunda. Conforme as investigações, as vítimas eram torturadas e agredidas pelos criminosos. 

Mais de 50 policiais da Coordenação de Repressão a Extorsão Mediante Sequestro (CREMS), da sede e de outras unidades do Draco, com apoio de equipes dos Departamentos de Inteligência Policial (DIP), de Crimes Contra o Patrimônio (DCCP), da Coordenação de Operações Especiais (COE) e da Polícia Penal, da Secretaria de Administração Penitenciária e Ressocialização (Seap), participam das ações. 

Tecnologia do Blogger.