Chuvas deixam 14 mil desalojados na Bahia; 164 mil pessoas já foram afetadas

 Os números correspondem às ocorrências registradas em 82 municípios afetados, 62 deles estão sob decreto de situação de emergência.

Foto: Reprodução

As enchentes das últimas semanas na Bahia já deixaram 995 pessoas desabrigadas e 14.214 desalojadas. Ao todo, 164.463 pessoas foram afetadas pela chuva e 149.246 baianos foram afetadas, de alguma forma, pelos efeitos do desastre, que deixou ainda sete feridos e uma pessoa morta. Os dados são da Superintendência de Proteção e Defesa Civil da Bahia (Sudec) e foram atualizados na última quinta-feira (22).

Os números correspondem às ocorrências registradas em 82 municípios afetados, 62 deles estão sob decreto de situação de emergência. Boa parte das cidades se concentra no sul do estado. É o caso, por exemplo, dos municípios de Arataca, Barro Preto, Buerarema, Canavieiras, Coaraci, Dário Meira, Firmino Alves, Ibicaraí, Ibicuí, Ilhéus, Ipiaú, Itabuna, Itajú do Colônia, Itajuípe, Itapé, Jussari, Pau Brasil, Santa Luzia e Ubaitaba.

Outras regiões do estado também estão em emergência, como Alagoinhas, no agreste baiano, Cachoeira, no Recôncavo, e Itambé, na região semiárida. A primeira morte por conta das chuvas aconteceu no início de dezembro em Itapirucu., quando um idoso de 71 anos foi levado pela enchente. A situação ainda é crítica na cidade.

A chuva ocasionou também intervenções em diversos trechos de rodovias do estado. De acordo com a Secretaria de Infraestrutura da Bahia (Seinfra), já foram feitos serviços emergenciais que permitiram o restabelecimento do tráfego de veículos em 27 pontos de rodovias baianas.

Tecnologia do Blogger.