Filho utiliza furadeira para torturar e assassinar a própria mãe no interior de SP; Polícia Civil identificou pelo menos 17 ferimentos no corpo da vítima

 O delegado Rafael Galvão, responsável pelas investigações, informou que o filho, que foi preso em flagrante, teria começado a torturar a mãe por volta das 18h do domingo (18).

Foto: Bruna Bachega/TV Fronteira

Uma mulher, de 71 anos, foi assassinada pelo próprio filho na manhã desta segunda-feira (19), na Vila Marisa, em Pirapozinho (SP). O homem, de 34 anos, foi preso em flagrante.

De acordo com as informações repassadas pela Polícia Militar, o condutor de uma ambulância da cidade foi prestar atendimento à vítima e acionou a corporação.

Ao chegar ao local, a polícia encontrou a vítima já sem vida e o filho estava ao lado da mãe.

Conforme a Polícia Civil, o filho utilizou uma furadeira para torturar e matar a própria mãe. Ao todo, foram, pelo menos, 17 ferimentos causados com o objeto no corpo da vítima.

“O que apuramos até o momento foi que o sujeito, agora preso, filho, de 34 anos, teria começado a torturar a sua mãe por volta das 18h de ontem [domingo]”, disse à TV Fronteira o delegado Rafael Guerreiro Galvão, responsável pelas investigações.

“Temos imagens, no celular dele, dando conta de que as agressões, que resultaram na morte dela, começaram ontem [18]. Foram aproximadamente 12 horas de agressões, de tortura, que levaram essa senhora, de mais de 70 anos, ao óbito na presente data [19]”, explicou Galvão.

O delegado disse que a idosa chegou, inclusive, a pedir ajuda por meio de vídeos gravados durante as agressões.

“No meio disso tudo [da tortura], ela consegue gravar áudios pedindo socorro, tudo sob coação, tudo sob intenso sofrimento que foi infringido pelo filho”, complementou.

“Ele filmou parte das agressões e tudo isso está sendo periciado. Ele usou uma furadeira. Contamos, de modo superficial, é claro que isso vai para um médico legista, posteriormente, para ter um laudo oficial dos fatos, mas, em análise preliminar, 17 pontos em que ele usou a furadeira na mãe, sendo que um seria em região mais torácica, que seria fatal”, citou o delegado. * Com informações do g1.

Tecnologia do Blogger.