Extremista confessa ter colocado bomba perto de aeroporto em Brasília

 Alan Diego dos Santos Rodrigues afirmou que recebeu artefato de empresário.

Foto: Divulgação/PCDF

Alan Diego dos Santos Rodrigues, detido por suspeita de envolvimento na tentativa de explosão perto do aeroporto de Brasília, confessou nesta 5ª feira (19.jan) ter colocado a bomba em um caminhão de combustível. Ele se entregou na última terça-feira (17).

O extremista, que trabalha como eletricista e taxista, prestou depoimento ao Departamento de Combate à Corrupção e ao Crime Organizado da Polícia Civil do Distrito Federal, e afirmou que recebeu a bomba do empresário George Washington de Oliveira, preso em 24 de dezembro.

Imagens de câmeras de segurança mostram Alan deixando a bomba no local. O terceiro envolvido é o jornalista Wellington Macedo de Souza, que segue foragido. Os três são réus no caso.

O artefato foi desativado pelo esquadrão antibomba da Polícia Militar. Por causa da operação, uma das pistas de acesso ao aeroporto precisou ser fechada. O dispositivo tinha um acionador à distância, que, se ligado, poderia ter causado uma explosão.

*Com informações da Agência Brasil

Tecnologia do Blogger.