Lula dispensa 40 militares do Palácio do Alvorada

 O presidente afirmou ter convicção de que os militares deixaram os manifestantes invadirem a sede do Poder Executivo no dia 8 de janeiro.

Foto: Ricardo Stuckert/Divulgação

Após expor desconfiança, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) dispensou 40 militares que atuavam na Coordenação de Administração do Palácio do Alvorada.

A dispensa ocorre após Lula demonstrar desconfiança com a atuação de militares que trabalham no governo. Em café da manhã com jornalistas no Palácio do Planalto na semana passada, o presidente afirmou ter convicção de que policiais e militares deixaram os manifestantes golpistas invadirem a sede do Poder Executivo no dia 8 de janeiro.

"Eu estou esperando a poeira baixar. Eu quero ver todas as fitas gravadas dentro da Suprema Corte, dentro do palácio. Teve muito agente conivente. Teve muita gente da PM conivente. Muita gente das Forças Armadas aqui de dentro coniventes. Eu estou convencido que a porta do Palácio do Planalto foi aberta para essa gente entrar porque não tem porta quebrada. Ou seja, alguém facilitou a entrada deles aqui", afirmou o petista.

Tecnologia do Blogger.