Pai flagrado agredindo filhas em praia de Salvador é ouvido pela polícia e liberado

 O homem se apresentou à polícia em Feira de Santana e, após prestar depoimento, foi liberado.

Foto: Reprodução/Redes sociais

O homem que foi filmado agredindo as duas filhas na praia de Itapuã, no último domingo (1º), se apresentou à polícia e prestou depoimento na tarde da última terça-feira (3). Após ser ouvido, ele foi liberado.

Angelo Manoel Miranda, de 28 anos, foi ouvido no Complexo de Delegacias do bairro Sobradinho, em Feira de Santana, cidade onde mora com a família.
A polícia instaurou um inquérito contra Angelo após a repercussão das imagens. Nela, o homem aparece sem camisa, dando uma sequência de chineladas nas crianças e jogando uma delas contra o chão.

Durante o depoimento, ele afirmou que cometeu as agressões em um momento de desespero, após uma das filhas ter sumido na praia. Angelo admitiu ter errado, repetindo o discurso feito em um vídeo postado na manhã do mesmo dia.

No vídeo, ele aparece com uma das filhas, que chega a afirmar que o pai “bateu para educar”. Na internet, internautas levantaram a hipótese de a menina ter sido coagida a falar aquilo para inocentar o pai, já que em um determinado momento do vídeo ela pergunta a ele qual palavra deve usar.

“Ele não bate em criança, ele só bateu para educar a gente. Ele é um homem trabalhador, bota comida dentro de casa, é ele que faz tudo, que trabalha, que pega madeira. Ainda vocês fica fazendo isso com ele”, disse a filha de 6 anos.

Após o depoimento o homem foi liberado. As duas crianças devem ainda ser ouvidas pela Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social de Feira de Santana. Após isso, o procedimento será encaminhado para a Delegacia Especializada de Repressão aos Crimes Contra a Criança e o Adolescente (Dercca).

Tecnologia do Blogger.