Quantidade de roubos cresceu 44% em 2022 na Bahia

 Estado registrou mais de 70 mil ocorrências.

Foto: Tomaz Silva / EBC

A Bahia registrou um aumento de 43,9% na quantidade de roubos ao redor do estado em 2022, registrando mais de 71.389 ocorrências apenas no ano passado. Em 2021, a Bahia teve 21.788 casos a menos, totalizando 49.601 ocorrências de roubo. Os dados foram obtidos pelo Bahia Notícias através da Coordenação de Documentação e Estatística Policial, da Polícia Civil da Bahia.

Os roubos categorizados apenas como “furtos” foram os mais incidentes, com um pouco mais de 50 mil registros. A segunda categoria com maior incidência em 2022 são os roubos à mão armada. Ao longo do ano passado, a Bahia recebeu 12.989 ocorrências de bandidos utilizando algum tipo de armamento, sendo 10.675 armas de fogo.

Em média, 1 em cada 205 baianos foram roubados em 2022, isso considerando os casos registrados pela Polícia Civil, que obteve os números pelos boletins de ocorrência abertos no ano passado. Segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), a Bahia possui 14,7 milhões de habitantes.

 

Salvador registrou mais roubos do que os 416 municípios ao redor do estado. Enquanto a capital baiana reportou 38.463 casos, a Região Metropolitana (10.218) e o Interior (22.708), juntos, somaram 32.926 ocorrências no ano passado.

Em 2021, Salvador também somou mais roubos do que a soma dos 416 municípios. A Polícia Civil registrou 25.194 casos na capital baiana, 5.792 na Região Metropolitana, e 18.625 no Interior da Bahia.


Lembrando que Salvador é, disparado, o município com a maior população do estado, com 2,88 milhões de habitantes. A segunda cidade mais populosa é Feira de Santana, que tem uma população com pouco mais de 619 mil pessoas.

 

Porém, em termos proporcionais, a capital também demonstra ser “mais perigosa” do que outros municípios baianos. 1 em cada 75 soteropolitanos foram roubados em 2022, de acordo com os dados obtidos pelo Bahia Notícias. Nas outras cidades do estado, esse número vai para 1 em cada 358 baianos.

 

O mês com a maior quantidade de ocorrências foi março, que registrou 6.740 roubos. No ano retrasado, o mesmo período registrou um valor 29,3% menor, com 4.794 casos. Em 2021 o mês mais violento havia sido janeiro, com 5.193 roubos.


Via: Bahia Notícias

Tecnologia do Blogger.