Mesmo com programa do Governo Lula, Hyundai, Renault e GM vão suspender produção de carros

 A Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores estima que os descontos do governo não devem durar muito mais do que um mês.

Foto: Google Imagens

As montadoras Hyundai, Renault e GM vão suspender a produção de carros mesmo com o plano do Governo Lula para tentar reanimar o mercado de carros por meio de incentivos fiscais.

O incentivo trouxe um respiro curto às fábricas de veículos. A avaliação é que os estoques atuais são suficientes para atender programa, estimado em torno de 100 mil carros.

Apenas a Volkswagen anunciou desistência de layoff em Taubaté, mas parou um dos turnos de produção do T-Cross em São José dos Pinhais.

O setor começou o mês com pouco mais de 250 mil veículos nos pátios de fábricas e concessionárias, sendo que, desse total, 115 mil unidades são carros aptos a receber os créditos tributários autorizados pelo Governo Lula.

A Anfavea (Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores) estima que os descontos do Governo Lula não devem durar muito mais do que um mês.

*Com informações do Estadão 

Tecnologia do Blogger.